ACHAMOS ESSA HISTORIA TÃO COMOVENTE QUE RESOLVEMOS COMPARTILHAR PARA NOSSOS LEITORES, TAMBÉM NÃO SABEMOS SE É, VERÍDICA OU NÃO.

page1
Em seu leito de morte, este garoto de 7 anos tomou uma decisão inesperada. Eu ainda não acredito no que ele fez.
Chen Xiaotian tinha apenas 5 anos quando um tumor maligno fatal foi encontrado em seu cérebro. Ele ficou cego em decorrência da doença. A notícia de sua morte iminente já foi por si só devastadora para a pequena família. Pouco tempo depois, entretanto, sua mãe foi diagnosticada com uma grave doença nos rins, que também poderia levar a morte. Foi então que uma decisão imprevisível foi tomada.
Quando Chen tinha 5 anos, veio o terrível diagnóstico: um enorme tumor no cérebro ameaçava a vida de Chen e não havia escapatória. Pouco tempo depois, Chen perdeu a visão. Sua mãe estava sempre ao seu lado.
Chen passava dia após dia na cama, incapaz de se comunicar. Quando ele descobriu que sua mãe também estava gravemente doente, piorou ainda mais.
Zhou estava sofrendo de insuficiência renal em estágio avançado. A capacidade dos seus rins já estava tão prejudicada que apenas um transplante a ajudaria.
Os médicos disseram a Zhou que seu filho era o único doador imediatamente disponível. Entretanto, ela rejeitou a ideia.
O pequeno e valente Chen ficou sabendo da recusa da mãe. Com suas últimas forças ele a convenceu: “Quando você ficar saudável de novo eu continuarei vivendo dentro de você, mamãe!”
Em abril, em uma manhã de primavera, o pequeno Chen dormiu para sempre. O transplante foi preparado o mais rápido possível. Foi então que algo surpreendente aconteceu: todos os médicos fizeram uma referência pela coragem do pequeno Chen.
Sem demora, o transplante foi realizado com sucesso. O corpo de Zhou aceitou o rim do seu filho como esperado e ela se recuperou rapidamente.
O eterno agradecimento de uma mãe ao seu excepcional filho é o que se destaca ao final da história. Obrigado Chen!
Além de sua mãe, Chen salvou a vida de outras duas pessoas. A atitude heroica do garoto é um alegre exemplo de altruísmo e amor. Ele não conquistou apenas o respeito dos médicos, mas de todo o mundo.

Compartilhe você também a sensacional história de Chen e sua mãe.

Sisutec oferece 240 mil vagas para cursos técnicos e profissionalizantes

O Ministério da Educação lançou, nesta segunda-feira (5), em Brasília, o Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos – o Sisutec.

sisutec

Começam nesta terça-feira (6) e vão até o próximo dia 12 as inscrições no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), lançado nessa segunda-feira pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 14, com matrículas nos dias 15 e 16. São oferecidas 239.792 vagas gratuitas em cursos técnicos.

A seleção dos alunos será feita de acordo com a nota no Exame Nacional do Ensino Médio. Nessa seleção será usada a nota do Enem 2012. Do total de vagas, 85% são destinadas aos candidatos que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede privada na condição de bolsista integral. As vagas são ofertadas em instituições da rede publica, privada e do Sistema S. Os cursos têm de um a dois anos de duração, com carga horária entre 800 e 1.200 horas-aula.
Os cursos com maior oferta de vagas são os ligados à tecnologia da informação, saúde e área industrial. Lideram a lista os de técnico em informática (23 mil), técnico em enfermagem (14 mil), técnico em logística (13 mil), técnico em segurança do trabalho (13 mil) e técnico em redes de computadores (11 mil). Os estados onde há maior oferta são São Paulo (76 mil), Pernambuco (40 mil), Minas Gerais (27 mil), Paraná (17 mil) e o Distrito Federal (8 mil).
A exemplo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a oferta de vagas e a seleção dos inscritos serão feitas pela internet, no endereço do Sisutec.

Ônibus sai da pista e deixa feridos na BA-093, perto de Simões Filho

Equipes do Samu socorrem vítimas, mas não há número de feridos.
Acidente ocorreu por volta das 7h, no Km 10 da rodovia.

frame---acidente-onibus-01Um acidente com um ônibus intermunicipal deixou 32 feridos na manhã desta terça-feira (6), na BA-093, perto de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente ocorreu por volta das 7h, em uma curva, no Km 10 da rodovia.

Os feridos, entre eles o motorista, foram levados pelo Samu para o Hospital Geral de Camaçarie para o Hospital Geral de Simões Filho. A PRE afirmou que 16 pessoas tiveram lesões leves e as outras 16 lesões que inspiram mais cuidados.

De acordo com a PRE, o ônibus fazia a linha Camaçari-Simões Filho. O veículo saiu da pista e caiu em uma ribanceira. Chovia forte na região no momento do acidente. O trânsito ficou lento no local por conta do ocorrido. Por volta das 9h20, o ônibus continuava na região do acidente. A PRE informou que o veículo passará por perícia, que deve apontar as causas do acidente.

Para a PM, menino foi à escola após matar pais em São Paulo

Vídeo que mostra carro chegando ao colégio à 1h15 é indício.
Polícia descarta possibilidade de arrombamento na casa da família.

fup20130805489A Polícia Militar acredita que o garoto Marcelo Pesseghini, de 13 anos, suspeito de matar os pais policiais, a avó e a tia na Zona Norte de São Paulo e se matar nesta segunda-feira (5), foi à escola pela manhã após já ter assassinado os parentes.

O comandante da Polícia Militar, coronel Benedito Roberto Meira, afirmou em entrevista ao SPTV que câmeras de segurança mostram uma pessoa, que seria Marcelo, estacionando o veículo da mãe à 1h15 de segunda próximo ao Colégio Stella Rodrigues, na Rua João Machado. A pessoa sai após as 6h30, com uma mochila nas costas e entra na escola. O vídeo, no entanto, não permite confirmar com exatidão que a pessoa é o garoto.

“A imagem que nós temos é de uma pessoa estacionando esse veículo a 1h15 da manhã e às 6h30 da manhã uma pessoa desce desse veículo, coloca uma mochila nas costas e vai em direção à escola. O que leva a deduzir que essa pode ser o garoto Marcelo”, disse Meira.

Para a Polícia Militar, as mortes dos parentes de Marcelo, em duas casas que ficam num mesmo terreno na Rua Dom Sebastião, na Vila Brasilândia, aconteceram entre a noite de domingo (4) e a madrugada de segunda-feira.

Um dos indícios da participação do menino é o fato de o pai de um colega de escola ter dado carona a Marcelo ao final da aula de segunda. A testemunha prestou depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e contou que Marcelo pediu para que ele não buzinasse diante da casa porque seu pai estaria dormindo.

O coronel Benedito Meira afirmou que está descartada a possibilidade de vingança. “Nós descartamos possibilidade de retaliação por parte de facção. A casa não estava revirada, não há sinais de arrombamento”, afirmou.

O coronel Benedito Meira afirmou que está descartada a possibilidade de vingança. “Nós descartamos possibilidade de retaliação por parte de facção. A casa não estava revirada, não há sinais de arrombamento”, afirmou.

Disparo
Andréia Regina Bovo Pesseghini, de 36 anos, o sargento da Rota Luís Marcelo Pesseghini, a mãe da policial militar, Benedita de Oliveira Bovo, de 67 anos, a tia da policial, Bernadete Oliveira da Silva, de 55 anos, e o filho do casal, de 13 anos, foram encontrados mortos em duas casas da família que ficam no mesmo terreno. Os corpos das vítimas deixaram o Instituto Médico-Legal (IML) na Zona Oeste de São Paulo no início desta tarde.

Os corpos serão velados no cemitério Gethsemani, no km 23 da Via Anhanguera, em São Paulo. Só Bernadete Oliveira da Silva será enterrada neste cemitério. Os demais corpos serão levados para Rio Claro, no interior do estado, em comboio pela Polícia Militar.

Menino canhoto
Segundo o coronel Benedito Meira,”o menino era canhoto, o disparo foi feito do lado esquerdo da cabeça dele e a arma estava debaixo do corpo do adolescente”. No entanto, ele ressaltou que a polícia não descarta que outras linhas de investigação possam aparecer nos próximos dias. No boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil consta que o adolescente encontrado morto “empunhava a arma na mão esquerda, debaixo do corpo”.

Nesta terça-feira, Fábio Luiz Pesheghini, irmão de Luís Marcelo, afirmou que o sobrinho não era canhoto. “Pelo que eu sei ele era destro. Eu tenho quase certeza que ele era destro”, disse. Segundo Fabio, o sobrinho era “tranquilo, uma criança normal, que não dava trabalho para os pais, mal saía de casa”. Ele disse desconhecer se o irmão e a cunhada recebiam ameaças.

O adolescente tinha fibrose cística, doença genética que afeta o funcionamento de secreções do corpo, levando a problemas nos pulmões e no sistema digestivo. Segundo o capitão Laerte Araquém Fidelis Dias, do 18º Batalhão da 1ª Companhia da Polícia Militar, na Freguesia do Ó, a cabo Andréia, que era subordinada a ele, recebeu a previsão de que o filho só viveria até os quatro anos. Dias a definiu como uma funcionária exemplar.

“Excelente funcionária, alegre, trabalhadora e esforçada. Mesmo a gente sabendo deste problema do filho – o primeiro parecer médico é que ele viveria quatro anos – ela tinha o astral lá em cima”, disse o capitão. Ele afirma ter encontrado com o menino duas ou três vezes, que não aparentava fisicamente ter qualquer problema e o definiu como tímido.

O capitão Dias trabalhava com Andréia há dois anos. Segundo ele, ela estava afastada das ruas por um problema de coluna – a cabo possuía pinos metálicos na coluna e fazia fisioterapia no Hospital das Clínicas. Ele disse nunca ter ouvido relatos de problemas conjugais.

Investigações
O comandante da PM negou que os policiais militares mortos tivessem problemas psicológicos ou mesmo que já tenham sido investigados pela Corregedoria da corporação.

Ainda segundo o comandante da PM, ao menos duas armas foram apreendidas na residência, um revólver calibre 32, encontrado em uma mochila junto com outros pertences do menino logo na porta de entrada, e uma pistola calibre .40, de propriedade da Polícia Militar mas que estava de posse da cabo. “O revólver era da policial, que ficou com a arma do pai, após o falecimento dele”, explicou Meira.

O oficial afirmou que foram efetuados ao menos cinco tiros dentro da casa, todos compatíveis com um pistola .40. Apesar disso, apenas exames de balística deverão comprovar se os disparos foram feitos pela pistola encontrada sob o corpo do garoto morto. “O que os peritos apuraram aqui é que não tem nenhum estojo diferente do de .40 na residência.”

Além disso, a perícia localizou cinco cartuchos de pistola .40 deflagrados, além de um carregador com outros projéteis não deflagrados e mais um na câmara de disparo da arma, perfazendo um total de 14, justamente a capacidadetotal de um carregador.

Além do exame de balística da arma, um conjunto de provas e perícias deverá ser realizada ainda na madrugada desta terça-feira, segundo Meira. “Por exemplo, o exame toxicológico dos corpos. Será que essas pessoas tomaram algum tipo de medicamento, alguma substância que as deixaram adormecidas?”, questionou.

TRE-BA busca atingir 700 mil eleitores com o recadastramento biométrico

TRE-BA-recadastramento-biometrico-em-ubaitabaO Tribunal Regional Eleitoral da Bahia-TRE/BA mantém a expectativa de realizar a identificação biométrica, num  total de 700 mil eleitores, o que corresponde a cerca de 7% do eleitorado no estado. O procedimento foi  iniciado em 2009 com  eleitores da 200ª Zona Eleitoral, do município de Pojuca prosseguindo em mais 37 municípios, de 15 Zonas Eleitorais. O eleitor tem que apresentar  um documento oficial com foto, como RG, carteiras de trabalho, motorista ou de classe (CREA, OAB) e um comprovante de residência datado do período de janeiro a junho de 2013. A conferência dos documentos faz parte da primeira etapa do recadastramento seguido por registro fotográfico, assinatura digital e coleta das digitais. Todo o procedimento dura aproximadamente 15 minutos. Aqueles que não comparecerem aos postos da Justiça Eleitoral onde ocorre o recadastramento, no período estabelecido, terão o título cancelado automaticamente. A obrigatoriedade vale também para os eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, maiores de 16 anos e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos).

Nessa etapa inicial, o recadastramento biométrico atingirá os seguintes municípios: 24ª Zona – (Ipiau, Ibirataia e Barra do Rocha); 45ª Zona – Senhor do Bonfim e Andorinha; 52ª Zona – Paripiranga e Adustina; 56ª Zona – Santo Antonio de Jesus, Dom Macêdo Costa e Varzedo;  61ª Zona – Coribe, Cocos e Jaborandí;  73ª Zona – Ubaitaba, Gongogí e Aurelino Leal; 100ª  Zona – São Desidério e Catolândia; 116ª Zona – Canavieiras e Una;  131ª  Zona – Muritiba, Cabaceiras do Paraguaçu e Governador Mangabeira; 147ª Zona –  Itajibá, Dário Meira, Itagí, Aiquara e Jitaúna; 152ª  Zona – Encruzilhada e Ribeirão do Largo; 163ª e 164ª Zonas  – Alagoinhas,  Araçás e Aramarí; 165ª Zona – Cândido Sales e 166ª Zona – Buerarema, Arataca e São José da Vitória. (fonte: TRE/BA)

Motociclista tomba em quebra-molas e sofre traumatismo craniano

Acidente-com-motoO motociclista Denilton Santos Brito, 50 anos, foi internado em estado grave, na tarde de segunda-feira (05/8), no Hospital Geral Prado Valadares, com diagnóstico de  traumatismo craniano, após ter batido a cabeça no solo, no impacto da queda da moto que pilotava ao passar por  um dos quatro quebra-molas, construídos na Avenida Otávio Mangabeira, área do Distrito Industrial de Jequié, no bairro do Mandacaru. Denilton, residente na Rua Bruno Neto, 54,  no mesmo bairro onde ocorreu o acidente, usava capacete  mas, com o impacto da queda, o acessório foi arremessado para longe. Quatro novos quebra-molas foram construídos  na Avenida,  a pedido de operários que trafegam pela área, após um acidente na manhã de 1º de agosto, com duas motocicletas, envolvendo em uma delas, funcionária da empresa que executa obras da ferrovia. Os redutores na pista foram reivindicados tendo como justificativa a alta velocidade que motoristas e motociclistas empreendem no local, onde o movimento de trabalhadores é intenso nos horários de entrada e saída das empresas.

DUTRA-CHORANDO-243x300Em discurso emocionado, Dutra anuncia saída do PT

 

Um dos fundadores do PT, o deputado federal Domingos Dutra (PT-MA), anunciou durante  edição do movimento Diálogos pelo Maranhão no município de Milagres do Maranhão, que deixará o partido.

Ao relembrar sua trajetória de lutas ao lado de Manoel da Conceição, o deputado se emocionou ao constatar que não pode permanecer na legenda que já há algum tem apoia o grupo Sarney.

“Eu estou saindo do PT daqui a dois meses. Me emociono muito com isso porque vou romper uma história de 33 anos, mas não posso ficar num partido dominado pelo Sarney. Por honestidade e identidade não posso ficar no partido que ajudei a construir vendendo camiseta, vendendo feijoada e andando a pé”, relembra.

Emocionado com a impossibilidade de permanecer no partido , Dutra relatou também a trajetória quer trilhou ao lado de Manoel da Conceição.

“A luta de Manoel da Conceição também não foi diferente. O único dos 03 fundadores do PT vivo, perdeu uma perna quando Sarney foi governador, foi exilado e com toda essa bagagem foi humilhado na reunião do diretório nacional”, relembrou. E concluiu, “sairei do PT para permanecer na luta por um Maranhão mais justo”.

“Com 57 anos de vida, vejo a necessidade de recomeçar do zero. É muito doloroso, mas não tenho condições de permanecer num partido que reza na cartilha do Sarney. Minha consciência não permite, já alcancei o meu limite”, finalizou.