Bruno é um dos mais caros da história, e Fla ainda deve por ele


O lado passional fica à margem de quase toda a negociação que envolve grandes cifras no futebol. Cada jogador é visto como uma mercadoria e tem um preço de mercado de acordo com a sua qualidade. No caso envolvendo a aquisição de Bruno, preso pelo desaparecimento da ex-mamorada Eliza Samudio, este valor é alto e histórico na Gávea: cerca de € 4 milhões (em torno de R$ 9 milhões). Esse é o custo aproximado gasto pelo clube pela compra de 90% dos direitos econômicos do goleiro. O curioso é que o Flamengo, que suspendeu o contrato com o jogador, ainda não acabou de pagar toda a operação.

Como a compra de Bruno foi dividida em várias etapas, os dirigentes envolvidos na sua contratação não recordam com precisão todo o mecanismo que foi sendo feito. O goleiro chegou à Gávea em agosto de 2006 por um empréstimo sem custos de um ano. Conforme o término do contrato foi se aproximando, o Flamengo foi negociando a aquisição de um percentual dos direitos do jogador. Isso foi se repetindo a cada janela de transferências, quando as ofertas do exterior chegavam ao grupo de investidores ligado a Kia Joorabchian, o mesmo que comandou a parceria da MSI com o Corinthians.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: